vá para o meu perfil no facebook // go to my facebook profile vá para a minha conta no instagram // go to my instagram account Fábio Carvalho ]     [ Portfólio
obras ] [ curriculum ] [ notícias ] [ entrevistas ] [ vídeos ] [ publicações ] [ textos ] [ bibliografia ] [ na midia ] [ loja ] [ coleções ] [ e-mail
 
Fábio Carvalho integra a exposição "Transbordar: Transgressões do Bordado na Arte" no Sesc Pinheiros - SP
(26/11/2020)

clique para voltar // click to go back
Breves Desgenerificações n° 2 | Fábio Carvalho | 2017

 

Desde 26 de novembro, o artista carioca Fábio Carvalho apresenta 9 de suas obras no Sesc Pinheiros, SP, na exposição inédita Transbordar: Transgressões do Bordado na Arte. Com curadoria de Ana Paula Cavalcanti Simioni, a mostra reúne 39 artistas de diferentes gerações e pesquisas. Além de Fábio Carvalho, que junto de Rick Rodrigues e Rodrigo Mogiz formam o grupo Almofadinhas, ambos também na mostra de São Paulo, há obras de Ana Bella Geiger, Bispo do Rosário, Leonilson, Letícia Parente, Lia Menna Barreto, Nazareth Pacheco, Rosana Palazyan, Rosana Paulino, Sonia Gomes e Zuzu Angel.

Em comum, as obras apresentam subversões dos sentidos tradicionalmente atribuídos a essa prática, tais como o de obras como sensíveis, delicadas e “femininas”.

Historicamente, o bordado, tal como ocorreu com diversas outras práticas artísticas, como a tapeçaria, vitrais e mobiliário, foi relegado pelo circuito acadêmico da Europa do século XVI à condição de uma "arte menor", ao contrário do que ocorreu com a pintura e escultura que foram, então, elevadas a "belas artes".

clique para voltar // click to go back
Delicado desejo n° 3 | Fábio Carvalho | 2014
 

A exposição discute a ideia do bordado como um ornamento tido como fútil ou pouco funcional por meio de obras que incitam a pensar sobre diversos tipos de violência - contra a população infanto-juvenil, violência de gênero, violência racial, violência manicomial, gordofobia e LGBTQIA - tão disseminados na sociedade contemporânea.

Para a curadora Ana Paula Cavalcanti Simioni, "o bordado é uma prática artística carregada de significado. Frequentemente é associado a uma produção feminina, doméstica e artesanal. Essas associações, no entanto, não devem ser vistas como naturais, e sim como fruto de uma história da arte e da cultura que se construiu a partir de divisões e hierarquias que, hoje, precisam ser questionadas".

 

clique para voltar // click to go back
Fado Indesejado | Fábio Carvalho | 2012

 
Fábio Carvalho apresenta obras das séries Delicado Desejo, Bai Feliz Buando, No Bico Dum Passarinho, Breves Desgenerações, e ainda a obra Fado Indesejado, num total de 9 trabalhos.


Serviço:
Local: Sesc Pinheiros – Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros – São Paulo
Visitação: 26/11/2020 a 8/05/2021. Terça a sexta, 13h às 20h. Sábado, 10h às 14h
Agendamento: www.sescsp.org.br/pinheiros
Classificação: Livre
Grátis
 
clique para voltar // click to go back
Bai feliz buando, no bico dum passarinho n° 6  | Fábio Carvalho | 2012
 

O fio que une a tradição do bordado português à produção artística de Fábio Carvalho tece obras que permitem a reflexão sobre os papéis sociais de gênero.

O Lenço de Namorados é uma tradição do norte de Portugal que surgiu entre os séculos 18 e 19, em que mulheres escreviam mensagens românticas que bordavam com linhas coloridas em tecidos de algodão ou linho branco, com o tamanho entre 50 e 60 cm. As mensagens eram acompanhadas por desenhos que eram analogias ao amor, à fidelidade e/ou ao casamento. Quando finalizado, o lenço era enviado ao pretendente. Se ele o aceitasse, usava a peça em seu traje nas ocasiões especiais, como demonstração do sentimento recíproco, e logo o namoro era oficializado. Caso não fosse recíproco, o rapaz devolvia o lenço. Com o tempo, esses lenços também passaram a ser entregues aos namorados e maridos que saíam de Portugal em busca de melhores condições de vida no exterior.

Em uma das residências artísticas que realizou em Portugal, em 2012, Fábio pesquisou esta tradição, que incorporou à sua poética e subverteu: são mãos masculinas que bordam um amor que ultrapassa os padrões sociais normativos.


Jordana Braz ( novembro/2020)

texto curatorial local para a exposição

clique para voltar // click to go back

 
 
na mídia
  clique para ampliar // click to enlarge
Jornal da USP | dez 2020
clique para ampliar // click to enlarge
Revista Museu | dez 2020
clique para ampliar // click to enlarge
Revista E - Sesc SP | dez 2020
       
clique para ampliar // click to enlarge
Gazeta de SP | nov 2020
clique para ampliar // click to enlarge
Lilian Pacce | nov 2020
clique para ampliar // click to enlarge
Ceará Máquinas | nov 2020
clique para ampliar // click to enlarge
Arte Informado - ES | nov 2020
       
clique para ampliar // click to enlarge
revista VOGUE | nov 2020
clique para ampliar // click to enlarge
Noite dos Museus | nov 2020
clique para ampliar // click to enlarge
SESC SP | nov 2020
clique para ampliar // click to enlarge
RG | nov 2020
       
clique para ampliar // click to enlarge
CUBO BRANCO | nov 2020
clique para ampliar // click to enlarge
Flipboard | nov 2020
clique para ampliar // click to enlarge
Sesc Pinheiros - Twitter | nov 2020
clique para ampliar // click to enlarge
Kleber Patrício | nov 2020
 
obras ] [ curriculum ] [ notícias ] [ entrevistas ] [ vídeos ] [ publicações ] [ textos ] [ bibliografia ] [ na midia ] [ loja ] [ coleções ] [ e-mail