vá para o meu perfil no facebook // go to my facebook profile vá para a minha conta no instagram // go to my instagram account Fábio Carvalho ]     [ Portfólio
curriculum ] [ notícias ] [ entrevistas ] [ vídeos ] [ publicações ] [ textos ] [ bibliografia ] [ na midia ] [ loja ] [ coleções ] [ e-mail
     
atual // nowadays   anos anteriores // previous years
                    clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open
clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open
clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open clique para abrir // click to open Breves Desgenerificações // Brief Disgenderfications Dor e Delícia // Sorrow and Joy Ocupação Monarca | Lisboa II // Monarch Occupation | Lisbon II Fado Indesejado // Unwanted Fate Ocupação Monarca | Rio de Janeiro // Monarch Occupation | Rio de Janeiro Invasão Monarca // Monarch Invasion Ocupação Olympia // Olympia Occupation Aposto 2.0 // Apposition 2.0 Ocupação Monarca | Lisboa // Monarch Occupation | Lisbon
Transfiguração // Transfiguration (Re)Junto // Grouting Transposto // Transposition Aposto // Apposition Delicado desejo // Dainty desdire Bai feliz buando, no bico dum passarinho Gêmeos // Gemini's Twins Em pele de cordeiro //  In Sheep's Clothing Hora do Rancho // A-ration Now Migração Monarca // Monarch Migration Parada Monarca // Monarch Parade Permeado // Permeated Lepidoptera Bellicum série Turnierbuch // Turnierbuch series série Armi dell'Arte // Armi dell'Arte series
série Acreção // Accretion series série Medalhão Monarca // Monarch Charger series Eros & Psiquê Frequently Secretly (instalação) Paraíso Monarca // Monarch Paradise Bang Bang (My Baby Shot Me Down) Se renda há // Once laced up, surrender Frequently Secretly Floreiro Archeiro  // Archer flower vase Monarca // Monarch Em sendo patente... // Once upon an insignia... Bai feliz buando, no bico dum passarinho Macho Toys - Fortões // Strong Men Matelassê Macho Toy À queima-roupa (true romance) // At close range (true romance)
Selas e botas // Saddles and boots Situação Delicada // Delicate Situation  Pérolas aos Poucos // Pearls to the Peaks Sweet Dreams are Made of This Dos que partem, aos que ficam // From those who part, to those who stay Forget me not École du Soldat Natureza Morta // Still Life Yours Sincerely - Instalação // Instalation Parade Macho Toys - Heróis // Heros Publicações // Publications livro Tropas de Elite // "Tropa de Elite" book Macho Toys - Máquinas // Machines Macho Toys - Soldados // Soldiers
 

A produção artística do artista carioca Fábio Carvalho é resultado de uma reflexão sobre os elementos que constituem as expectativas e as representações do gênero masculino. Sua poética artística opera na superposição e no conflito entre signos aceitos por grande parte da sociedade de uma forma dicotômica: masculinos e viris de um lado, versus femininos do outro, delicado e sensível, em particular os padrões florais, as borboletas, a louça de porcelana, o bordado, as rendas, entre outras práticas normalmente consideradas femininas.

As imagens usadas em seus trabalhos, via de regra, são apropriações de publicações/objetos pré-existentes, uma vez que são estas as imagens usadas para a construção do discurso hegemônico da masculinidade tóxica, que já estão no imaginário de todos, e por isto, entram nos trabalhos para serem questionadas e problematizadas.

Inicialmente os trabalhos do artista giravam em torno de como desde a infância, mesmo que não intencionalmente, os padrões de comportamento tidos como “corretos” para cada gênero são ensinados através dos brinquedos e brincadeiras permitidas ou encorajadas para cada sexo, que desde muito cedo moldam uma divisão em dois blocos bem nítidos do que é aceito como “masculino” e “feminino”. Depois de explorar o território da infância, Fábio Carvalho seguiu para o mundo adulto, onde os estereótipos de virilidade estão já bem consolidados: o militar/policial, o halterofilista, o operário braçal, o cowboy e o super-herói viril.

Viver e crescer em uma sociedade “macho” e sexista é algo muito complicado, especialmente para quem foi criança no Brasil dos anos 1970. Mesmo nas famílias que não eram muito retrógradas, os fortes papéis estereotipados do masculino/feminino sempre estavam presentes, fazendo com que fossem introjetados como “verdade”. Tanto antes, como ainda hoje, um menino acaba sendo direcionado para determinados padrões de comportamento esperados. Agora... e se o menino gostar de brincar de casinha, ter e cuidar de plantas, tocar piano, dançar e cantar como nos antigos musicais, ao invés de jogar bola com os outros? Acho que todos sabemos a resposta.

Vivemos tempos conturbados e retrógrados, onde a perseguição e censura aos comportamentos tidos como desviantes de um certo padrão conservador – aquele que cumpre com os estereótipos impostos por uma parcela antiquada de nossa sociedade, da “moral e bons costumes” – avança em marcha assustadora. Portanto, o artista entende como de grande importância, com sua produção artística, levantar um debate sobre questões de gênero, afetividade e sexualidade, e assim provocar a tradição ocidental patriarcal, e sua arraigada ideia de que há limites para o que constitui o gênero masculino.

Em seus trabalhos, Fábio Carvalho procura apontar as fragilidades ocultas por trás da máscara de homem viril bruto, e fazer pensar sobre como ao homem não é permitido um espaço onde ele possa dar vazão às suas vulnerabilidades, sendo obrigado a ser sempre forte, viril, imbatível, vitorioso. Visa ainda questionar estereótipos de masculinidade e a noção geral de que força e delicadeza, virilidade e poesia, vulnerabilidade e valentia são qualidades humanas impossíveis de existir lado a lado. Com sua produção, quer lembrar que não existe uma forma “correta” de ser homem, que na diversidade e variedade de comportamento, gosto, atitude, há muito mais força e riqueza do que na monotonia de um único padrão.
trabalhos recentes ]     [ newest works
clique para ver // click to see
Beija a flor // Hum m3,bird [ >> ]
clique para ver // click to see
Pérolas aos poucos n° 6 // Pearls to a peek #6 [ >> ]
clique para ver // click to see
Trepações I (Almofadinhas) // Trepidation #1 (Almofadinhas) [ >> ]
clique para ver // click to see
Pavão Macho (Esther Williams) // Male Peacock (Esther Williams)
  [ >> ]
 
notícias ]     [ news mais notícias // more news >>
clique para ler // click to read Grupo Almofadinhas ressignifica a arte do bordado em nova exposição
(30/1/2024)
A exposição Almofadinhas reúne no Viaduto das Artes (BH) três artistas contemporâneos numa mostra com obras que variam desde almofadas bordadas até instalações suspensas e de parede.[ >> ]
 
clique para ler // click to read12 Latin American contemporary artists - Fábio Carvalho
(26/1/2024)
Em artigo de Alicja Gluszek para a revista inglesa Contemporary Lynx, Fábio Carvalho aparece como um dos 12 mais importantes artistas latino-americanos que usam o bordado com forma de investigação e expressão artística, neste panorama sobre este vasto continente.[ >> ]
clique para ler // click to readExposição Fronteiras Abertas no Centro Cultural Correios
(25/7/2023)
Fronteiras Abertas - 3 exposições individuais simultâneas de Fábio Carvalho, Luiz Badia e Osvaldo Carvalho, a partir de 3 de agosto de 2023. [ >> ]
clique para ler // click to readDepois de mais de 2 anos fechada por causa da pandemia, a instalação PARADA II reabre no Memorial Getúlio Vargas
(28/4/2022)
PARADA II é uma instalação composta por mais de 750 bandeirinhas de papel de seda com impressão de soldados portando fuzil, com asas de borboleta saindo de suas costas. [ >> ]
clique para ler // click to readA obra de Fábio Carvalho é tema de TCC no curso de Artes Visuais da Universidade de Maringá
(26/04/2022)
"Homem (também) borda: relações sobre arte, gênero e masculinidades no bordado artístico de Fábio Carvalho", de Ana Carolina Souza. [ >> ]
clique para ler // click to readLançamento do vídeo NATUREZA CAMUFLADA
(08/04/2022)
No próximo dia 14 de abril, estreia o novo vídeo “Natureza Camuflada”, do artista carioca Fábio Carvalho [ >> ]
anos anteriores ]     [ previous years 2008 // 2005 2004 // 2001 2000 // 1997 1997 // 1994
 
 
curriculum ]  [ notícias ]  [ entrevistas ]  [ vídeos ]  [ publicações ]  [ textos ]  [ bibliografia ]  [ na midia ]  [ coleções ]  [ e-mail ]
 
versão // version  2013.9  |  site desenvolvido por // site by neXt digital design