vá para o meu perfil no facebook // go to my facebook profile vá para a minha conta no instagram // go to my instagram account Fábio Carvalho ]     [ Portfólio
obras ]  [ curriculum ]  [ notícias ]  [ entrevistas ]  [ vídeos ]  [ publicações ]  [ textos ]  [ bibliografia ]  [ na midia ]  [ coleções ]  [ e-mail
 
clique para ampliar // click to enlarge clique para ampliar // click to enlarge
clique nos ícones acima para ampliar // click on the icons above to enlarge

Monarca
guardanapos antigos, bordado feito à mão, soldados de plástico

Monarch
vintage napkins, hand made embroidery, plastic toy soldiers

2012

[ english version ]

O "Monarca" do título do trabalho é uma referência à borboleta monarca (Danaus plexippus), recorrente em vários dos trabalhos de Fábio Carvalho a partir de 2012, sendo que foi justamente nesta série que esta referência a foi usada pela primeira vez.

O uso da borboleta monarca em seus trabalhos vai muito além do simples fato de borboletas serem normalmente associadas ao universo feminino, frágil e delicado, que em oposição aos símbolos usualmente pensados como masculinos, de força e virilidade, como os militares, formam a principal dialética de sua produção artística, que procura levantar uma discussão sobre estereótipos de gênero, e questionar o senso comum de que força e fragilidade, virilidade e poesia, masculinidade e vulnerabilidade não podem coexistir.

Seu uso surgiu também como um contraponto à camuflagem dos uniformes militares. As borboletas monarca são tóxicas, e por isso evitadas pelos predadores. Há outras espécies de borboleta não venenosas que mimetizam (imitam) o padrão exuberante da monarca, que assim são também evitadas pelos predadores. Com a camuflagem, procura-se misturar ao ambiente, para não ser visto. Já no mimetismo acontece o oposto, trata-se de chamar muita atenção. Ambos são porém igualmente estratégias de sobrevivência e proteção, que objetivam confundir e enganar, ao se fingir ser algo que não se é.

[ top ]

The "Monarch" on the title of this work series is a reference to the monarch butterfly (Danaus plexippus), recurrent in several of the Fábio Carvalho's art works since 2012, and it was precisely in this series that this reference was first used.

The use of the monarch butterfly in his works goes far beyond the simple fact that butterflies are usually associated with the fragile and delicate feminine universe, which, in opposition to the symbols usually thought of as masculine, of force and virility, like the military, form the main dialectic of Carvalho's artistic production, which seeks to raise a discussion about gender stereotypes, and to question the common sense that strength and fragility, virility and poetry, masculinity and vulnerability cannot go side by side.

The use of the reference to the monarch butterfly also appears as a counterpoint to the camouflage of military uniforms. Monarch butterflies are toxic, and therefore avoided by predators. There are other non-venomous butterfly species that mimic (imitates) the monarch's exuberant pattern, which are also avoided by predators. With the camouflage, one tries to mix to the environment, not to be seen. In mimicry, the opposite happens, it is a question of drawing a lot of attention. Both are, however, equally strategies of survival and protection, which aim to confuse and deceive, by pretending to be something that one is not.

 
obras ]  [ curriculum ]  [ notícias ]  [ entrevistas ]  [ vídeos ]  [ publicações ]  [ textos ]  [ bibliografia ]  [ na midia ]  [ coleções ]  [ e-mail